AGOSTO CULTURAL EM ALBUFEIRA

Versão de impressãoVersão PDF

Agosto é sinónimo de férias, praia, tardes passadas nas esplanadas à beira mar e noites muito animadas com os amigos ou em família, num programa que se quer descontraído para relaxar do trabalho. Albufeira tem tudo isto para oferecer, mas há tempo para tudo e por isso o Município propõe uma visita aos espaços culturais da cidade. No dia 3 de Agosto inaugura a mostra “Cores e Formas dos Nossos Artistas” na Galeria Municipal João Bailote, junto aos Paços do Concelho. No mesmo dia tem início a exposição “Pensamentos à Flor da Pele”, na Galeria de Arte Pintor Samora Barros e até 16 de dezembro continua patente ao público a exposição “Albufeira por Artur Pastor”, no Arquivo Histórico e no Museu de Arqueologia.

Na próxima sexta-feira, dia 3 de agosto, pelas 19h00, decorre na Galeria Municipal João Bailote, a inauguração da Exposição/Concurso “Cores e Formas dos Nossos Artistas”, constituída pelos trabalhos selecionados no âmbito do referido certame, que contou com a participação de 18 autores e um total de 55 obras a concurso. O evento, de carácter bienal, tem por objetivo promover e valorizar os artistas naturais ou residentes no concelho de Albufeira nas áreas da pintura, escultura e desenho.

O momento da inauguração vai ser marcado pela entrega dos prémios monetários aos três primeiros classificados: 1º Prémio – “Sonho Distante”, pintura de Guilherme Limão, no valor de € 750,00; 2º Prémio “Lago Mágico”, pintura de José Dâmaso, no valor de € 500,00 e 3º Prémio “Vinte e Um”, pintura de Susana Gonçalves, no valor de € 250,00. Vão ser, igualmente, distinguidos com menções honrosas as obras “O Lobo”, desenho de Fernanda Nogueira e “Utopia”, pintura de Rosa Barriga.

A mostra vai estar patente ao público até ao próximo dia 22 de setembro.

Também no dia 3 de agosto, na Galeria de Arte Pintor Samora Barros, no centro da cidade, tem início a exposição “Pensamentos à Flor da Pele” da autoria de Beth Sales, que pode ser visitada até dia 28.

Beth Sales é o nome artístico da baiana Elisabete Lopes Johason, que marca a sua obra com cores vibrantes que lembram os trópicos com as suas luzes intensas. Apesar de ter morado mais de uma década na Noruega e atualmente residir em Portugal, a artista não perdeu a sua essência e continua a pintar, expressando a sua arte utilizando uma luz diferenciada de acordo com os locais por onde passa. A sua pintura é povoada de personagens fictícias que tranquilamente vão sendo postas lado a lado com as pequenas e singelas referências do quotidiano e do seu olhar inquieto.

Até ao dia 16 de dezembro, continua patente ao público a exposição “Albufeira por Artur Pastor”, considerado um dos grandes fotógrafos portugueses do século XX. A mostra é constituída por dois núcleos expositivos “Locais com História”, apresentada no Arquivo Histórico e “O Mar e as suas Gentes” em exibição no Museu Municipal de Arqueologia.

Galeria de Fotos: 

Seção do Portal: 

Data de Publicação: 

31/07/2018